Escola municipal mais procurada da cidade tem 42 inscritos para cada vaga

x4948747.jpg.pagespeed.ic.AE2COf9Cc3
Crianças fazem fila na entrada da aula da Escola municipal Roberto Burle Marx Foto: Divulgação

Mário Mamed, de 44 anos, quer botar o filho, de 4 anos, na Escola Municipal Roberto Burle Marx, em Curicica, Zona Oeste do Rio. Mas ele não é o único. São 1.270 crianças tentando entrar na unidade, a quarta melhor da rede, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) no 5º (nota 7.8) e no 9º ano (6.5), e a que mais teve pedido de matrículas para o ano letivo de 2018.

— Todo mundo fala bem dessa escola. Entra prefeito e sai prefeito e é a mesma diretora que continua. Além disso, quando eu visitei o colégio, ela chamava cada aluno pelo nome. Isso mostra comprometimento. Além disso, a estrutura física é muito boa — diz Mário, que aguarda o resultado da segunda chamada: — Se não conseguir vaga para o Arthur lá, vou botar numa particular.

O problema é que a unidade só tem cerca de 30 vagas disponíveis. A escola começa a receber estudantes no 1º ano do ensino fundamental. São 60 alunos que entram no começo do ano, mas todas essas crianças vêm da creche que fica ao lado, a Maria da Conceição Silveira. As vagas disponíveis, portanto, são de crianças que saíram da escola entre o 2º e o 8º ano por diferentes motivos. A proporção é de que, para cada vaga, há 42 crianças interessadas, em média.

— O Ideb é um indicador público. E graças a Deus os pais têm acessos a esses números, que demonstram a qualidade da Burle Marx. Eu brinco com os pais que eu tinha que construir três andares nessa escola e não conseguiria atender todo mundo. Essa escola vem construindo uma imagem muito boa, o que outras unidades estão fazendo também – diz Mariana Grola, responsável pela 7ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), que administra a área onde fica a unidade: — Todas as crianças que nos procuram conseguem vaga, não necessariamente na escola que escolheu. Mas temos outras escolas boas como a Burle Marx. Eles visitam as unidades e ficam satisfeitos.

Todas as cinco escolas com mais pedidos de matrícula estão na região da 7ª CRE. O Ciep Governador Roberto da Silveira, a Creche municipal Otávio Henrique de Oliveira e o Ciep Professor Lauro de Oliveira Lima, todos em Rio das Pedras, tiveram 1.158, 924 e 793 pedidos, respectivamente. O EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes, na Taquara, completa a lista com 779 requisições.

— A região tem muita criança. Rio das Pedras, por exemplo, é um local onde chega muita gente, especialmente do Nordeste. E é uma comunidade que vem ampliando. Essa demanda sempre é muito grande, sempre foi. E as escolas também são muito boas. A população matricula por esses dois motivos: está aumentando o número de pessoas na região e são escolas muito boas — afirmou Mariana.

Os alunos são escolhidos, segundo a Secretaria municipal de Educação, através de um sorteio aleatório.

Qualidade à moda antiga

A diretora Sara de Carvalho Castro, de 68 anos, comanda a Escola municipal Roberto Burle Marx desde a criação, em 2004. Ela se define de modo claro: “ri-go-ro-sa”, soletrando as sílabas. Para ela, o sucesso da unidade de cerca de 600 estudantes vem da educação à moda antiga.

— Sou uma gestora do tempo antigo. Eu mantenho disciplina, um padrão de ensino, do prédio escolar, de limpeza e do sabor da merenda. Eles chegam com 4 aninhos e só saem aos 14. Então, a gente conhece cada família, cada problema de cada aluno. Conhece quem come, se não come porque não está comendo… A gente chama as crianças pelo nome. E eles se sentem acolhidos, o que faz eles estudarem — conta a diretora.

Quase a metade dos estudantes da unidade vem da comunidade Asa Branca, em Curicica. Cerca de 15% moram nos condomínios ao redor, como o Rio II e o Cidade Jardim. O restante vem de diferentes bairros do entorno. A diretora afirma que 85% dos 60 estudantes do 9º ano que se formaram em 2017 conseguiram bolsa em colégios particulares para o ensino médio.

— O nosso foco é prepará-los para o ensino médio. E eu sou conteudista mesmo. Não tem outra coisa: é conteúdo, sim; é matéria, sim. A gente não fica floreando muito porque se colocar muita coisa o aluno se perde. São alunos que me orgulham. Porque o que eu escuto é que eles não são só bons no conteúdo, são educados, sabem falar, e o colégio particular meio que estranha isso da conduta irrepreensível deles. Isso me traz um orgulho enorme porque os colégios chegam a brigar por eles.

Disciplina é fundamental na unidade. No começo do dia, todas as crianças ficam em fila para entrar, em silêncio, nas salas de aula. A professora Sara exige que, neste momento, os professores já estejam em sala para começar a aula. Ela conta que é tão rigorosa com os alunos, quanto com os docentes.

— Eu costumo dizer que eu brigo muito com eles porque eu também brigo muito por eles — diz.

 

FONTE: O Extra / Bruno Alfano
https://extra.globo.com/noticias/educacao/escola-municipal-mais-procurada-da-cidade-tem-42-inscritos-para-cada-vaga-22260689.html

Anúncios

Autor: Revista Ensaio

A Revista "Ensaio", de nível internacional, constitui fonte de estudo e de pesquisa para todos os que se interessam pela área de avaliação e políticas públicas em educação. Publicação trimestral internacional, da FUNDAÇÃO CESGRANRIO, com tiragem de 1.500 exemplares, de distribuição gratuita, Ensaio congrega, em seus Conselhos Editorial e Consultivo, educadores internacionais de notório saber, mestres e doutores nas áreas por ela abordadas, para melhor atender à sua especificidade. Avaliada no qualis CAPES como sendo A1 na área de Educação, a Ensaio é uma revista que discute a realidade da educação brasileira, além disso, prima pela amplicação do debate pois abre espaço para que pesquisadores estrangeiros publiquem estudos sobre a realidade educacional de seus países. Trata-se de um veículo de divulgação de pesquisas, levantamentos, estudos, discussões e outros trabalhos críticos no campo da educação, concentrando-se nas questões da avaliação educacional e das políticas públicas em Educação, enfatizando as experiências e perspectivas brasileiras. Ensaio é pluralista do ponto de vista das ideias e das escolas de pensamento, interdisciplinar do ponto de vista das preocupações e metodologias empregadas por seus colaboradores. A revista promove intercâmbio com países da América Latina, México, Espanha, Portugal e a Comunidade de Língua Portuguesa, mantendo também a publicação de artigos em Espanhol e em Inglês. Ensaio tem sido contemplada com o apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da CAPES/MEC, cumprindo os requisitos necessários para o recebimento de auxílio editoração. Recebeu conceito internacional "A1" na avaliação dos Periódicos Científicos em Educação realizada, em 2013, pelo Quallis/CNPq e é indexada no SciELO - Scientific Eletronic Library Online e na CLASE - Citas Latinoamericanas em Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM), BBE, DOAJ, Educ@, OEI, EDUBASE, LATINDEX, REDALYC, SIBE, SCOPUS. Buscando se modernizar e atender aos novos padrões das revistas acadêmicas de excelência, a partir de 2015 a revista Ensaio adotou o sistema de submissão de artigos totalmente online. Para acessar o sistema, os autores deverão se cadastrar no site da revista e escolher um login e senha. Com estes dados em mãos, poderão não só submeter os seus artigos, mas também acompanhar todo o processo de avaliação: http://revistas.cesgranrio.org.br/ A Ensaio também adotou o ahead of print. Esta modalidade agiliza a divulgação das pesquisas, aumentando o tempo de exposição dos artigos, beneficiando diretamente nossos leitores e autores. Os artigos publicados em AOP contam com DOI e ficam disponíveis tanto no nosso site, quanto no site do Scielo até serem destinados a um número específico. Informamos também que a Ensaio continua existindo nos dois formatos, o impresso e o online, e com a mesma periodicidade. A qualidade continua sendo importante para a Ensaio e as melhorias feitas visam contribuir para o objetivo maior do periódico: a ampliação do debate sobre a Educação em tempos difíceis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s