Prêmio Cesgranrio 2016

Blog Folias Teatrais (Tânia Brandão)

Um ano teatral se vai: o que aparece de 2016 no Prêmio Cesgranrio

Os resultados dos prêmios podem agradar ou causar descontentamento, podem dividir opiniões, gerar polêmicas – mas sempre revelam traços significativos do panorama da cena ao redor. Pois está chegando a hora de analisar o ano de 2016, os resultados das premiações começam a ser anunciados. Vale situar o ano cênico traduzido no olhar dos Jurados. Nesta quinta, foram definidos os finalistas do segundo semestre do Prêmio Cesgranrio de Teatro. É a quarta edição da premiação – a lista publicada adiante reúne os resultados dos dois semestres.

A escolha dos vencedores e a entrega dos prêmios já estão na agenda: a festa será no dia 24 de janeiro, no Copacabana Palace. A homenagem da noite de gala será para a atriz Nicette Bruno e os mestres de cerimônia serão Irene Ravache e Eriberto Leão. O prêmio oferece o maior valor de dotação do país, dentre todos os prêmios, R$ 25 mil para o vencedor de cada categoria. Os nomes integrantes da comissão julgadora são Carolina Virgüez, Daniel Schenker, Jacqueline Laurence, Lionel Fischer, Macksen Luiz, Rafael Teixeira e Tania Brandão.

Finalistas do segundo semestre 2016:

Melhor Diretor
Ana Teixeira e Stephane Brodt, por “Os Cadernos de Kindzu”
André Curti e Artur Luanda Ribeiro, por “Gritos”
Luiz Felipe Reis por, “Amor em Dois Atos”

Melhor Ator
Bruno Mazzeo, por “5X Comédia”
Marcus Caruso, por “O Escândalo Philippe Dussaert”
Otto Jr., por “Amor em Dois Atos”

Melhor Atriz
Claudia Mauro, por “A Vida Passou Por Aqui”
Fabiula Nascimento, por “5X Comédia”
Grace Passô, por “Vaga Carne”

Melhor Espetáculo
“Gritos”
“Os Cadernos de Kindzu”
“Vaga Carne”

Melhor Cenografia
André Curti e Artur Luanda Ribeiro, por “Gritos”
Bel Lobo e Bruce Gomlevsky, por “Demônios”
José Dias por, “Boa Noite, Professor”

Melhor Iluminação
Artur Luanda Ribeiro e Hugo Mercier, por “Gritos”
Nadja Naira, por “Vaga Carne”
Paulo César Medeiros, por “Imagina Esse Palco que se Mexe”

Melhor Figurino
Cassio Brasil, por “5X Comédia”
Marcelo Olinto, por “A Invenção do Amor”
Paula Ströher, por “Tran_se”

Melhor Texto Nacional Inédito
Claudia Mauro, por “A Vida Passou por Aqui”
Felipe Vidal, por “Cabeça (Um Documentário Cênico)”
Grace Passô, por “Vaga Carne”

Categoria Especial
Eduardo Rieche, pela autoria do livro “Yara Amaral – A Operária do Teatro”
Nós do Morro, pelos 30 anos de atividades
Tato Taborda, pela criação musical nos espetáculos “Céus”, “Boa Noite, Professor” e “Imagina Esse Palco que se Mexe”

Melhor Direção Musical
Alexandre Elias, por “Chica da Silva – O Musical”
Luciano Moreira e Felipe Vidal, por “Cabeça (Um Documentário Cênico)”

Melhor Ator em Musical
Hugo Bonemer, por “Ordinary Days”

Melhor Atriz em Musical
Vilma Melo, por “Chica da Silva – O Musical”

 

Finalistas do primeiro semestre de 2016:

Melhor Ator
Álamo Facó por “Mamãe”
Emílio de Mello por “Os Realistas”
Matheus Nachtergaele por “Processo de Conscerto do Desejo”

Melhor Direção
Duda Maia por “Auê”
Guilherme Weber por “Os Realistas”
Marcio Abreu por “Nós”

Melhor Iluminação
Maneco Quinderé por “O Como e o Porquê”
Rodrigo Belay “Os Sonhadores”
Tomás Ribas por “Fatal”

Melhor Cenografia
André Cortez por “A Gota d’Água [A Seco]”
Aurora dos Campos por “Os Sonhadores”
Daniela Thomas e Camila Schmidt por “Os Realistas”

Melhor Figurino
Kika Lopes por “A Gota d’Água [A Seco]”
Kika Lopes por “Auê”
Luiza Fardin por “Se Eu Fosse Iracema”

Categoria Especial
Cesar Augusto pela curadoria do Galpão Gamboa
Elenco do espetáculo “Auê”
Wolf Maya pela construção do Teatro Nathalia Timberg

Melhor Atriz
Debora Bloch por “Os Realistas”
Helena Varvaki por “A Outra Casa”
Suzana Faini por “O Como e o Porquê”

Melhor Texto Nacional Inédito
Álamo Facó por “Mamãe”
Diogo Liberano e Dominique Arantes por “Os Sonhadores”
Rodrigo Portella por “Alice Mandou um Beijo”

Melhor Direção Musical
Alfredo Del-Penho e Beto Lemos por “Auê”
Luis Barcelos por “A Cuíca do Laurindo”
Pedro Luís por “A Gota d’Água [A Seco]”

Melhor Atriz em Musical
Laila Garin por “A Gota d’Água [A Seco]”

Melhor Ator em Musical
Alexandre Rosa Moreno por “A Cuíca do Laurindo”
Hugo Germano por “A Cuíca do Laurindo”

Melhor Espetáculo
Auê
Mamãe
Nós

Anúncios

Autor: Revista Ensaio

A Revista "Ensaio", de nível internacional, constitui fonte de estudo e de pesquisa para todos os que se interessam pela área de avaliação e políticas públicas em educação. Publicação trimestral internacional, da FUNDAÇÃO CESGRANRIO, com tiragem de 1.500 exemplares, de distribuição gratuita, Ensaio congrega, em seus Conselhos Editorial e Consultivo, educadores internacionais de notório saber, mestres e doutores nas áreas por ela abordadas, para melhor atender à sua especificidade. Avaliada no qualis CAPES como sendo A1 na área de Educação, a Ensaio é uma revista que discute a realidade da educação brasileira, além disso, prima pela amplicação do debate pois abre espaço para que pesquisadores estrangeiros publiquem estudos sobre a realidade educacional de seus países. Trata-se de um veículo de divulgação de pesquisas, levantamentos, estudos, discussões e outros trabalhos críticos no campo da educação, concentrando-se nas questões da avaliação educacional e das políticas públicas em Educação, enfatizando as experiências e perspectivas brasileiras. Ensaio é pluralista do ponto de vista das ideias e das escolas de pensamento, interdisciplinar do ponto de vista das preocupações e metodologias empregadas por seus colaboradores. A revista promove intercâmbio com países da América Latina, México, Espanha, Portugal e a Comunidade de Língua Portuguesa, mantendo também a publicação de artigos em Espanhol e em Inglês. Ensaio tem sido contemplada com o apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da CAPES/MEC, cumprindo os requisitos necessários para o recebimento de auxílio editoração. Recebeu conceito internacional "A1" na avaliação dos Periódicos Científicos em Educação realizada, em 2013, pelo Quallis/CNPq e é indexada no SciELO - Scientific Eletronic Library Online e na CLASE - Citas Latinoamericanas em Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM), BBE, DOAJ, Educ@, OEI, EDUBASE, LATINDEX, REDALYC, SIBE, SCOPUS. Buscando se modernizar e atender aos novos padrões das revistas acadêmicas de excelência, a partir de 2015 a revista Ensaio adotou o sistema de submissão de artigos totalmente online. Para acessar o sistema, os autores deverão se cadastrar no site da revista e escolher um login e senha. Com estes dados em mãos, poderão não só submeter os seus artigos, mas também acompanhar todo o processo de avaliação: http://revistas.cesgranrio.org.br/ A Ensaio também adotou o ahead of print. Esta modalidade agiliza a divulgação das pesquisas, aumentando o tempo de exposição dos artigos, beneficiando diretamente nossos leitores e autores. Os artigos publicados em AOP contam com DOI e ficam disponíveis tanto no nosso site, quanto no site do Scielo até serem destinados a um número específico. Informamos também que a Ensaio continua existindo nos dois formatos, o impresso e o online, e com a mesma periodicidade. A qualidade continua sendo importante para a Ensaio e as melhorias feitas visam contribuir para o objetivo maior do periódico: a ampliação do debate sobre a Educação em tempos difíceis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s