Entrevista: Professora Terezinha Saraiva – Projeto “Apostando no Futuro”

IMG_4988

Professora Terezinha Saraiva

A Fundação Cesgranrio decidiu, em 2003, ampliar suas ações na área de Responsabilidade Social, criando seu próprio projeto social que seria desenvolvido em quatro comunidades no seu entorno: Paula Ramos, Santa Alexandrina, Parque André Rebouças e Escadaria.
Claudio Saraiva, com grande experiência na área social, foi convidado para conceber, implantar e coordenar o projeto.
Diante do panorama de desigualdade que o país vivenciava, o primeiro passo foi traçar uma política de atuação na área social para a Fundação Cesgranrio, que previu a elaboração e implementação de um projeto-piloto, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida de todos os moradores.

Claudio Saraiva por sua experiência acumulada sabia que ações pontuais destinadas a um grupo de moradores não se mostravam mais eficazes. Propôs que o projeto social da Fundação Cesgranrio, embora privilegiasse crianças, adolescentes e jovens, atenderia também adultos e idosos. Além disso, o projeto seria elaborado com a participação daqueles que seriam seus beneficiados, para que se sentissem sujeitos e, não, objetos. Por essa razão, várias reuniões promovidas em conjunto com a Associação de Moradores com lideranças locais foram realizadas, para que os moradores conhecessem as intenções da Fundação Cesgranrio.
Após essas reuniões, a Cesgranrio realizou uma Análise Situacional, que contou com a colaboração das professoras Thereza Penna Firme e Ana Carolina Letichevsky, abrangendo todos os moradores das quatro comunidades. Aplicaram os formulários elaborados pela Cesgranrio, 22 moradores indicados pela Associação, que foram capacitados pela professora Thereza Penna Firme e receberam um jetom pelo trabalho realizado. Responderam os questionários 475 chefes de família. Após tabuladas as respostas, obteve-se um retrato fiel das comunidades e de seus moradores, além de conhecermos quais as ações que o projeto deveria priorizar, por serem suas maiores necessidades.
Eis as ações: regularização da documentação civil; atendimento a crianças até 5 anos, uma creche; atenção preventiva a crianças e adolescentes de 6 a 14 anos; esporte, cultura e lazer para todas as idades; qualificação profissional para os jovens; informações de interesse das comunidades.
Com essas informações, Claudio Saraiva elaborou o projeto social da Fundação Cesgranrio com metodologia inovadora para que os ganhos das ações pudessem ser sustentáveis. O projeto previa a supervisão permanente das ações desenvolvidas, a avaliação periódica de mérito e impacto e uma coordenação-geral, que ficariam sob a responsabilidade de técnicos da Fundação Cesgranrio, além do seu financiamento integral.
Assim nasceu o Projeto que recebeu o nome dado pelas Comunidades, de “Apostando no Futuro”, que há dez anos promove a melhoria da qualidade de vida, direta ou indiretamente, de cerca de 2.500 moradores da Comunidade Paula Ramos e Adjacências.
Para implantar o Projeto, a Fundação Cesgranrio alugou as dependências do Clube Ginástico Desportivo, que fica perto das Comunidades e da Fundação Cesgranrio, uma vez que não havia qualquer espaço disponível nas próprias comunidades. Contratou três organizações não governamentais de renome e expertise: a OMEP/BR/RJ, o Centro de Estudos e Atividades São Domingos Sávio e a SÓLAZER para desenvolver as várias atividades. Essas três ONGs recebem recursos financeiros, mensalmente, da Fundação Cesgranrio. Além delas, o Projeto conta com parceiros voluntários que nada recebem e que colaboram, pontualmente, com o Projeto. São elas: CAp-UERJ, Jornal Folha Dirigida, Ordem Militar e Soberana de Malta, Associação de Moradores da Paula Ramos e Adjacências, Centro Integração Empresa-Escola, Dentistas do Bem, Associação Brasileira de Odontologia, SENAC/Copacabana, SESC-Tijuca, SECONCI-Rio.
A primeira ação que o Projeto desenvolveu, no primeiro semestre de 2004, foi o Mutirão da Cidadania. A organização ficou a cargo do Coordenador Geral do Projeto, Claudio Saraiva e do, hoje, Desembargador Siro Darlan. Foi conseguida a cessão do imóvel que fica na Comunidade e que foi da antiga Escuderia Le Coq e que está fechado há alguns anos. Lá, num sábado, de manhã à tarde, com a presença de técnicos da 1ª Vara da Infância e Juventude, do Detran, do SENAC-RJ, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, do SEBRAE, da Promotoria da Justiça foram expedidos 380 documentos, entre certidões de nascimento, carteiras de identidade, CPF, títulos de eleitor, carteiras de trabalho, conferindo àqueles que os receberam o passaporte para a cidadania.
Com esse Mutirão, o Projeto “Apostando no Futuro” respondia ao primeiro pedido dos moradores: a documentação civil.
No dia 29 de setembro de 2004, após a assinatura dos primeiros Termos de Cooperação Técnica e Financeira, iniciavam-se as demais atividades que, para serem propostas, tiveram como base o Relatório da Análise Situacional e foram decididas junto com o Coordenador Geral.
Muitas daquelas atividades propostas, em 2004, prosseguem até hoje. Outras foram sendo acrescentadas ou substituídas, para atender aos interesses dos usuários. A coordenação geral, a permanente supervisão e as periódicas avaliações permitem obter informações que levam a alterar essa ou aquela atividade.
Para atender a um grande desejo da Comunidade – uma creche para atender crianças até 3 anos – o projeto orientou os moradores na redação de um abaixo assinado ao Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, que teve 380 assinaturas. Essa ação foi comandada pela OMEP. O documento foi entregue na Prefeitura. Ao mesmo tempo, o presidente da Associação de Moradores, Luis Fernando dos Santos, indicou três imóveis vazios na Comunidade. A Prefeitura e a Secretária Municipal de Educação, Sonia Mograbi, visitaram os três imóveis. Ou demandavam muitas obras ou eram muito no alto, e a Prefeitura, à época, deixara de instalar creches em locais no alto de Comunidades. Diante disso e, sabendo da grande necessidade de atender crianças pequenas, a OMEP organizou em uma das dependências alugadas do Clube, a Brinquedoteca, que atende crianças de 2 a 5 anos e 11 meses, pela manhã ou à tarde, desenvolvendo excelente trabalho. Atualmente atende 70 crianças, que recebem, além das atividades, complementação alimentar, participam de passeios, de sessões de teatro, de inúmeras brincadeiras. Além da Brinquedoteca, a OMEP atende senhoras no Grupo de Mães e, adolescentes no Grupo de Jovens Artesãs. As participantes desses grupos trabalham em oficinas de artesanato, aprendendo e executando vários trabalhos que podem ser comercializados, ampliando a renda familiar. O Grupo de Mães realiza inúmeros passeios, no Rio e em outros municípios, visitando lugares históricos, de turismo e culturais. Frequentam sessões de teatro, cursos, cinema, exposições, ampliando seus horizontes culturais. Todas recebem complementação alimentar. Além disso, a convivência nas oficinas de artesanato fortalece os laços comunitários e de amizade. O C.E.A. São Domingos Sávio oferece o Reforço Escolar para crianças e adolescentes de 6 a 14 anos. Essa atividade é desenvolvida em parceria com as escolas onde eles estudam e tem como objetivo melhorar o desempenho escolar, diminuir a evasão, faltas e impontualidades nas escolas. O Reforço Escolar é desenvolvido no contraturno em que as crianças frequentam as escolas. Desse modo 80 crianças e adolescentes que frequentam o Reforço Escolar e estão matriculados têm oito horas de atividades, o que além de ajudar na aprendizagem os afastam dos fatores de risco.
Os que frequentam o Reforço Escolar do Projeto participam, também, de atividades esportivas, culturais e de lazer que o Projeto oferece. Assim, têm 2 horas de Reforço Escolar e mais 2 de várias atividades. Todos recebem complementação alimentar.
A SÓLAZER é responsável pelas seguintes atividades: futebol society, futsal, natação, vôlei, tênis, judô, futebol, recreação, ginástica para adultos e idosos, hidroginástica para adultos e idosos. Na área cultural oferece: dança urbana, percussão, roda de leitura, orquestra de violões, musicalização e sessões semanais de cinema. O Cine “Apostando no Futuro”, todas às quintas-feiras, às 17horas, apresenta filmes selecionados de acordo com idade e interesse das crianças, adolescentes e jovens que o frequentam. Essas sessões acontecem no excelente auditório acarpetado, com poltronas, tela cinematográfica do CAp-UERJ, parceiro do Projeto, que é cedido pelo Diretor da Instituição. Os frequentadores do Cine “Apostando no Futuro” saem, acompanhados pelos profissionais que trabalham no Projeto e seguem de ônibus alugado pela SÓLAZER, embora o percurso seja pequeno, e voltam para a Comunidade, ao final da sessão não sem antes receberem um saco de pipoca feita pela merendeira do projeto, e um copo de suco ou refrigerante.
Aos sábados, como não é possível utilizar as dependências do Clube, que são alugadas à Fundação Cesgranrio, de segunda a quinta-feira, das 8 às 17horas e às sextas-feiras, das 9 às 12horas, o Projeto desenvolve o “Apostando no Sábado”, das 9 às 12horas, com partidas de futebol, utilizando uma quadra de saibro da Prefeitura, cedida à Comunidade.
O Projeto realiza festas comemorativas, das quais participam os frequentadores das atividades, seus familiares e outras pessoas da Comunidade. São festas que têm como objetivo estreitar os laços familiares e comunitários. De modo geral, as Festas são realizadas no Clube Ginástico Desportivo.
Datas especiais como Dia das Mães, Dia dos Pais, Páscoa, Dia das Crianças, Natal são comemoradas com festas planejadas e avaliadas.
O Projeto para comemorar o Carnaval organiza o Bloco “Apostando no Futuro”, que fantasiado, ao ritmo do grupo de percussão do projeto, com muito confete, serpentina, percorre os caminhos das comunidades.
Para responder a um dos interesses dos usuários do Projeto, a Fundação Cesgranrio alugou, em 2011, uma lan-house na Vila Santa Alexandrina e montou o Espaço de Inclusão Digital “Apostando no Futuro”, que funciona de segunda à sexta-feira, das 9 às 19horas e aos sábados, de 9 às 12horas. A frequência é de mais de 100 pessoas, a partir dos 6 anos até mais de 80 anos. Três turmas já se formaram, recebendo certificado.
A SÓLAZER é ainda responsável pela qualificação profissional de jovens e encaminhamento de Jovens Aprendizes para estágio e trabalho.
Nossos adolescentes e jovens participam dos cursos oferecidos pelo SENAC-Copacabana, que encaminha alguns para estágio. A Fundação Cesgranrio custeia a viagem de ida e volta desses jovens, que são acompanhados pela Agente Operacional, Beth Rodrigues, para evitar faltas e atrasos.
Em convênio com o CIEE-RJ, parceiro do Projeto, já encaminhamos nesses três últimos anos, 25 Jovens Aprendizes, sendo 16 para a Fundação Cesgranrio, 5 para a Empresa Lowndes, 3 para o Bob’s e 1 para o CAp-UERJ.
Desses, dois dos que trabalharam na Fundação Cesgranrio foram contratados, fazendo parte de seu quadro de pessoal. Mais duas jovens foram contratadas pela Empresa Lowndes, após o período como Jovem Aprendiz e uma, pelo CAp-UERJ.
Em maio de 2015, o “Apostando no Futuro” inscreveu mais 23 Jovens Aprendizes no ISDEB, para encaminhamento para o trabalho.
A SÓLAZER é também responsável pela coordenação do jornal comunitário “O Progresso”, que tem periodicidade trimestral, tiragem de 800 exemplares e é editado, em quatro cores, pelo Jornal Folha Dirigida, parceiro voluntário do Projeto. “O Progresso” já está em seu 35º número. O jornal tem um Conselho Editorial composto pelas três técnicas da Fundação Cesgranrio que trabalham no Coordenadoria de Projetos Sociais, responsáveis pela Coordenação Geral do Projeto, a partir de 2010, pela Supervisão e Avaliação; por representantes das três ONGs que desenvolvem as atividades e por representantes da Comunidade. A Associação de Moradores é responsável pela distribuição dos jornais em todos os domicílios das quatro comunidades que integram a Comunidade Paula Ramos e Adjacências.
Para encerrar o conjunto de atividades que são oferecidas pelo Projeto é importante registrar três eventos pontuais realizados, ao longo desses anos. Em 2006, o “Apostando no Futuro” realizou um Casamento comunitário, regularizando a vida civil de 17 casais. O casamento realizado no salão de festas do Clube Ginástico Desportivo constou de cerimônia civil, com a presença da juíza Helenyr Porto Disraeli Pinto e de cerimônia ecumênica com a participação de um sacerdote católico e um pastor evangélico.
O SENAC-Rio penteou e maquiou as noivas. A Fundação Cesgranrio conseguiu ternos escuros para os noivos que não o possuíam. O casamento comunitário contou com cerca de 300 convidados e profissionais do Projeto e da Fundação Cesgranrio, que ofereceu champagne e bonito bolo a todos os convidados, além da decoração de flores, e o altar para a cerimônia.
Um outro evento pontual, o Mutirão da Solidariedade foi realizado em 2009, na Praça do Rodo, na Comunidade Paula Ramos. Organizado por técnicos da Fundação Cesgranrio, pelas instituições conveniadas e parceiras voluntárias, com a participação da Subprefeitura do Centro; Secretarias Municipais de Meio Ambiente, de Proteção e Defesa dos Animais, Secretaria Estadual de Trabalho, Corpo de Bombeiros, AMIL, CEDAE, Fundação Osório, COMLURB.
O evento foi num sábado, das 9 às 17horas. Foram realizados exames oftalmológicos, exames odontológicos, aferição de pressão arterial, vacinação, emissão de carteira de trabalho, inscrição para cursos de qualificação profissional, inscrição para balcão de emprego, atendimento fisioterápico, distribuição de kits com material para escovação de dentes, doação de óculos para crianças que deles precisassem. Mais de 700 moradores da Comunidade participaram do Mutirão da Solidariedade.
Um outro evento recente realizado em maio de 2015, foi a Semana de Higiene e Saúde, organizada pelos coordenadores e profissionais do Projeto. Cerca de 250 pessoas, entre usuários do Projeto e familiares, participaram da Semana que contou com a colaboração do SENAC-Copacabana e Centro, e com a Clínica de Médicos de Família Hospital Salles Neto. Inúmeras atividades foram desenvolvidas.
A Supervisão é feita por três universitárias contratadas pela Fundação Cesgranrio e coordenada pela professora Heloisa Rego de Oliveira. A Avaliação de mérito e impacto do Projeto está sob a responsabilidade da professora Rosa Torte. Já foram realizadas 19 avaliações que têm permitido conhecer os “ganhos sociais sustentáveis” obtidos pela ação do “Apostando no Futuro”. Em 2015, está sendo realizada a 20ª avaliação. A Coordenação Geral está, desde julho de 2010 a cargo da professora Terezinha Saraiva. Essa coordenação é realizada por meio de reuniões de gestão participativa, reunião com equipe de profissionais das ONGs que trabalham no Projeto, sempre que necessário, ou reuniões com os Coordenadores das três ONGs.
As avaliações, os relatórios mensais elaborados pela OMEP, São Domingos Sávio, SÓLAZER e pela Assistente Social do Projeto, a observação permitem afirmar que é visível o aumento da autoestima; da solidariedade; dos hábitos de higiene e saúde; da responsabilidade familiar; da consciência da importância da educação e do trabalho; da qualificação profissional; da ambiência cultural; do exercício da cidadania.

Anúncios

Autor: Revista Ensaio

A Revista "Ensaio", de nível internacional, constitui fonte de estudo e de pesquisa para todos os que se interessam pela área de avaliação e políticas públicas em educação. Publicação trimestral internacional, da FUNDAÇÃO CESGRANRIO, com tiragem de 1.500 exemplares, de distribuição gratuita, Ensaio congrega, em seus Conselhos Editorial e Consultivo, educadores internacionais de notório saber, mestres e doutores nas áreas por ela abordadas, para melhor atender à sua especificidade. Avaliada no qualis CAPES como sendo A1 na área de Educação, a Ensaio é uma revista que discute a realidade da educação brasileira, além disso, prima pela amplicação do debate pois abre espaço para que pesquisadores estrangeiros publiquem estudos sobre a realidade educacional de seus países. Trata-se de um veículo de divulgação de pesquisas, levantamentos, estudos, discussões e outros trabalhos críticos no campo da educação, concentrando-se nas questões da avaliação educacional e das políticas públicas em Educação, enfatizando as experiências e perspectivas brasileiras. Ensaio é pluralista do ponto de vista das ideias e das escolas de pensamento, interdisciplinar do ponto de vista das preocupações e metodologias empregadas por seus colaboradores. A revista promove intercâmbio com países da América Latina, México, Espanha, Portugal e a Comunidade de Língua Portuguesa, mantendo também a publicação de artigos em Espanhol e em Inglês. Ensaio tem sido contemplada com o apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da CAPES/MEC, cumprindo os requisitos necessários para o recebimento de auxílio editoração. Recebeu conceito internacional "A1" na avaliação dos Periódicos Científicos em Educação realizada, em 2013, pelo Quallis/CNPq e é indexada no SciELO - Scientific Eletronic Library Online e na CLASE - Citas Latinoamericanas em Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM), BBE, DOAJ, Educ@, OEI, EDUBASE, LATINDEX, REDALYC, SIBE, SCOPUS. Buscando se modernizar e atender aos novos padrões das revistas acadêmicas de excelência, a partir de 2015 a revista Ensaio adotou o sistema de submissão de artigos totalmente online. Para acessar o sistema, os autores deverão se cadastrar no site da revista e escolher um login e senha. Com estes dados em mãos, poderão não só submeter os seus artigos, mas também acompanhar todo o processo de avaliação: http://revistas.cesgranrio.org.br/ A Ensaio também adotou o ahead of print. Esta modalidade agiliza a divulgação das pesquisas, aumentando o tempo de exposição dos artigos, beneficiando diretamente nossos leitores e autores. Os artigos publicados em AOP contam com DOI e ficam disponíveis tanto no nosso site, quanto no site do Scielo até serem destinados a um número específico. Informamos também que a Ensaio continua existindo nos dois formatos, o impresso e o online, e com a mesma periodicidade. A qualidade continua sendo importante para a Ensaio e as melhorias feitas visam contribuir para o objetivo maior do periódico: a ampliação do debate sobre a Educação em tempos difíceis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s