Enem: Teoria e Prática

Por Fátima Cunha e Marilia Nogueira dos Santos

O ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio foi criado em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao final da educação básica, buscando contribuir para a melhoria da qualidade desse nível de escolaridade.  Em seu primeiro ano, teve aproximadamente 195.000 inscritos. No ano de 2014, rompeu a marca de 8.700.000 inscritos.

Alguns números de inscritos de 2014 são apresentados na Tabela abaixo:

PAGAMENTO PARTICIPANTES PERCENTUAL
Pagantes 2310322 26,49%
Isentos de Pagamento 6411771 73,51%
Total 8722093 100,00%
SEXO PARTICIPANTES PERCENTUAL
Masculino 3.652.830 41,88%
Feminino 5.069.263 58,12%
Total 8.722.093  100,00%
SITUAÇÃO PARTICIPANTES PERCENTUAL
Concluiu o Ensino Médio 4.990.109 57,21%
Concluirá em 2014 1.748.607 20,05%
Concluirá após 2014 1.446.066 16,58%
Não Concluiu e não está cursando o Ensino Médio 537.311 6,16%
Total 8.722.093  100,00%

Outros números do ENEM 2014 que merecem destaque são:

  • MUNICÍPIOS DE PROVA – 1.721
  • LOCAIS DE PROVA – 17.500
  • MALOTES DE PROVA – 76.000
  • SALAS DE PROVA – 246.000
  • EQUIPE DE APLICAÇÃO – 785.000
  • CORRETORES DE REDAÇÃO – 8.400
  • FUNCIONÁRIOS DOS CORREIOS – 14.100
  • SSP – AGENTES (escoltas) – 26.000

Para viabilizar a aplicação do ENEM são envolvidos, entre outros, os seguintes atores:

  • MEC/INEP
  • INSTITUIÇÕES APLICADORAS (CESGRANRIO/CESPE-UnB)
  • GRÁFICA DE ALTA SEGURANÇA
  • CORREIOS
  • FORÇAS ARMADAS
  • POLÍCIA FEDERAL
  • POLÍCIA RODOVIÁRIA
  • SECRETARIAS DE SEGURANÇA PÚBLICA
  • INMETRO
  • INMET
  • CENAD
  • CEAD

Certamente para controlar uma logística deste porte vários cuidados são necessários. Um dos controles existentes hoje é um Sistema de Monitoramento que possui mais de 2.600 pontos de check-list. Também são realizadas Reuniões de Alinhamento de três em três semanas com representantes dos diversos atores listados acima. Estas reuniões se iniciam em abril e se estendem até a véspera da aplicação do Exame.

A prova é impressa em uma gráfica de altíssima segurança, e não há “contato físico” com o papel. As provas já chegam envoltas em plástico, grupadas em quatro ou 28 exemplares. Portanto, uma sala que comporte 40 participantes receberá três pacotes de quatro exemplares e um pacote de 28 exemplares. Estes quatro pacotes são colocados em envelopes plásticos de alta resistência que por sua vez, são lacrados com selos holográficos numerados. Conjuntos desses envelopes plásticos são acondicionados em malotes e recebem lacres metálicos numerados. Ainda se lacra o malote com um “cadeado eletrônico” que registra o dia e a hora em que cada malote foi fechado e aberto. As provas, após serem armazenadas em malotes, são guardadas em unidades do exército, onde permanecem até próximo à data do Exame, quando então, são entregues diretamente pelos Correios no dia do Exame nos locais de prova. Todo e qualquer transporte envolvendo provas é acompanhado por escolta militar ou policial e, também, monitorado por um sistema chamado ROTAS.

Todos os 785.000 colaboradores envolvidos na aplicação da prova recebem capacitação presencial e, aproximadamente, dois terços destes, também realizam um evento de alinhamento à distância. Nos dias do Exame, logo após o seu término, os malotes contendo o material a ser apurado são recolhidos pelos Correios e entregues nas sedes das Instituições Aplicadoras. Nestes locais mais de 800 pessoas trabalham na apuração dos resultados.

Para correção da redação são utilizados 8.400 corretores.

Link relacionado:

Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação – <http://www.scielo.br/ensaio>

Como citar este post [ISO 690/2010]:

Enem: Teoria e Prática. SciELO em Perspectiva: Humanas. [viewed 05 March 2015]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2014/11/12/enem-teoria-e-pratica/

Anúncios

Autor: Revista Ensaio

A Revista "Ensaio", de nível internacional, constitui fonte de estudo e de pesquisa para todos os que se interessam pela área de avaliação e políticas públicas em educação. Publicação trimestral internacional, da FUNDAÇÃO CESGRANRIO, com tiragem de 1.500 exemplares, de distribuição gratuita, Ensaio congrega, em seus Conselhos Editorial e Consultivo, educadores internacionais de notório saber, mestres e doutores nas áreas por ela abordadas, para melhor atender à sua especificidade. Avaliada no qualis CAPES como sendo A1 na área de Educação, a Ensaio é uma revista que discute a realidade da educação brasileira, além disso, prima pela amplicação do debate pois abre espaço para que pesquisadores estrangeiros publiquem estudos sobre a realidade educacional de seus países. Trata-se de um veículo de divulgação de pesquisas, levantamentos, estudos, discussões e outros trabalhos críticos no campo da educação, concentrando-se nas questões da avaliação educacional e das políticas públicas em Educação, enfatizando as experiências e perspectivas brasileiras. Ensaio é pluralista do ponto de vista das ideias e das escolas de pensamento, interdisciplinar do ponto de vista das preocupações e metodologias empregadas por seus colaboradores. A revista promove intercâmbio com países da América Latina, México, Espanha, Portugal e a Comunidade de Língua Portuguesa, mantendo também a publicação de artigos em Espanhol e em Inglês. Ensaio tem sido contemplada com o apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da CAPES/MEC, cumprindo os requisitos necessários para o recebimento de auxílio editoração. Recebeu conceito internacional "A1" na avaliação dos Periódicos Científicos em Educação realizada, em 2013, pelo Quallis/CNPq e é indexada no SciELO - Scientific Eletronic Library Online e na CLASE - Citas Latinoamericanas em Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM), BBE, DOAJ, Educ@, OEI, EDUBASE, LATINDEX, REDALYC, SIBE, SCOPUS. Buscando se modernizar e atender aos novos padrões das revistas acadêmicas de excelência, a partir de 2015 a revista Ensaio adotou o sistema de submissão de artigos totalmente online. Para acessar o sistema, os autores deverão se cadastrar no site da revista e escolher um login e senha. Com estes dados em mãos, poderão não só submeter os seus artigos, mas também acompanhar todo o processo de avaliação: http://revistas.cesgranrio.org.br/ A Ensaio também adotou o ahead of print. Esta modalidade agiliza a divulgação das pesquisas, aumentando o tempo de exposição dos artigos, beneficiando diretamente nossos leitores e autores. Os artigos publicados em AOP contam com DOI e ficam disponíveis tanto no nosso site, quanto no site do Scielo até serem destinados a um número específico. Informamos também que a Ensaio continua existindo nos dois formatos, o impresso e o online, e com a mesma periodicidade. A qualidade continua sendo importante para a Ensaio e as melhorias feitas visam contribuir para o objetivo maior do periódico: a ampliação do debate sobre a Educação em tempos difíceis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s